Castelo de Bratislava Castelo de Bratislava

Castelo de Bratislava: Uma visita imperdível

8 minutos para ler

O Castelo de Bratislava é o cartão de visita da capital, e foi construído no século IX.

Certamente, todo visitante de Bratislava percebe a silhueta distinta do castelo. A impressão majestosa é reforçada pela colina em que se encontra, cerca de oitenta e cinco metros acima do nível da água do rio Danúbio.

O castelo, que no passado era controlado pela Grande Morávia e que por quase 200 anos armazenou as joias da coroa da Hungria, hoje abriga muitas exposições.

É um lugar ideal para caminhadas com belos cenários e vistas e um dos passeios imperdíveis da cidade de Bratislava.

Ele serve como um local representativo para o Parlamento eslovaco e abriga coleções do Museu Nacional da Eslováquia.

No total, onze reis e oito rainhas foram coroados em Bratislava no passado, de forma que não admira que o castelo seja uma parte popular das excursões pela cidade.

Nesse post, falaremos mais sobre a história do lugar, as melhores dicas de quando visitar e qual roteiro seguir.

História do Castelo de Bratislava

O castelo fica em uma importante encruzilhada de rotas muito antigas da Europa.

Os primeiros vestígios da povoação na colina remontam à Idade da Pedra e do Bronze. Seus primeiros habitantes conhecidos foram os celtas, que fundaram um assentamento fortificado chamado “Oppidum”.

Após o domínio dos Celtas, durante quatro séculos, a fronteira do Império Romano, o “Limes Romanus”, percorreu a área.

Depois, durante o Império da Grande Morávia, os eslavos construíram uma fortaleza que se tornou um importante centro para a época:

Sob o nome de Brezalauspurc, o castelo é mencionado pela primeira vez no ano 907 nos diários de Salzburgo, em associação com uma batalha entre bávaros e húngaros.

No século X, Bratislava tornou-se parte integrante do crescente estado húngaro; um palácio de pedra e a igreja de São Salvador e seu capítulo foram construídos na colina do castelo no século XI.

O primeiro rei húngaro Stephen I (século 11) governou o império a partir de seu assento no interior do castelo.

Permaneceu invicto durante os ataques tártaros (1241-1242) e protegeu a Hungria contra os ataques do oeste. Além disso, como Viena fica próxima, o castelo também protegeu a cidade, especialmente durante a expansão otomana no século XVI.

Durante este período, uma nova entrada para o castelo foi construída no lado leste – o Portão de Sigismundo – enquanto fortificações de 7 metros de espessura foram construídas no lado oeste.

Bratislava tornou-se então, a cidade oficial da coroação dos reis húngaros e o castelo tornou-se sede oficial dos reis da Hungria Real.

Nesse momento, o castelo não era mais uma simples fortaleza, e sim uma residência real e um lugar representativo para o país.

No século 16, o rei Fernando ordenou a reconstrução do castelo em estilo renascentista, enquanto no século 17, quando o castelo se tornou a sede do chefe provincial hereditário, Pálffy, foi reconstruído em estilo barroco.

No reinado de Maria Teresa, o castelo foi novamente reconstruído, com a ajuda dos melhores arquitetos imperiais.

Ela tinha um novo palácio (o chamado Theresianum) construído junto com vários outros edifícios, acrescentou novos jardins franceses e várias obras de arte.

Infelizmente, muito se perdeu o incêndio de 1811, causado por um ataque de Napoleão Bonaparte.

Depois que a Imperatriz e seu filho José II morreram, o castelo foi abandonado e se tornou uma guarnição militar. Em maio de 1811, um incêndio se iniciou no depósito militar e se espalhou pelo castelo.

Apenas ruínas foram deixadas…

Por 150 anos, nada havia acontecido com as vastas ruínas do palácio, até que após a Segunda Guerra Mundial, o castelo passou por uma séria reconstrução e renovação.

Em 1968 o castelo foi reaberto e nele, vários eventos marcantes para a o país ocorreram. Os líderes estaduais da época assinaram um documento estabelecendo a Federação Checoslovaca e em 1992, a nova constituição da Eslováquia independente foi assinada também.

Visita ao Castelo de Bratislava

Tudo bem, chega de história! Vamos ao castelo atualmente.

Existem quatro portões de entrada para o Castelo:

  • Sigismund;
  • Viena;
  • Nicholas;
  • Leopold.

Construído em 1712, o Portão Viena é a entrada principal do castelo e é nele que a maior parte dos turistas chegam. Ele fica na parte lateral esquerda do prédio.

Como a cidade é muito organizada e relativamente pequena, com a proximidade do castelo do centro histórico, caminhadas e transporte público são ótimos meios de se chegar até lá!

A entrada Viena é a mais indicada, já que os ônibus passam pela Rua Palisady e Mudroňova e param a poucos metros da entrada.

Portão Sigismund é o mais antigo e mais bem preservado. A construção vem desde o século XV e é o mais escolhido para quem vem caminhando do Centro Histórico, pela proximidade da avenida principal da cidade (
Staromestská)

Se você decidir pelo Sigismund, é possível subir as escadarias e chegar ao pátio do castelo (e vou ser sincero, a escadaria para chegar até a entrada é grande 😂). Ou então, é possível caminhar até o Portão Leopold, que tem uma ponte levadiça, daquelas de cinema!

Escadaria do Castelo de Bratislava
Escadarias infinitas…

Portão Nicholas fica na parte de trás do castelo e também pode ser acessado facilmente por quem vem de transporte público.

E se você acha lindo por fora, dentro dos muros do Castelo de Bratislava você vai conseguir entender a grandiosidade da construção. Estamos falando de um verdadeiro castelo medieval!

Um gramado verde cobre toda a área que circula o castelo e os bancos e candeeiros dão ao parque uma atmosfera romântica.

Um novo jardim barroco atrás do castelo foi inaugurado em junho de 2016 e a entrada é gratuita. Foi reconstruído para lembrar seu último estágio barroco antes do grande incêndio de 1811, que danificou o castelo e seus arredores.

A área em frente ao Castelo leva o nome de “Quintal de Honra”. É delimitado por dois portões triunfais e casas de guarda da guarda imperial.

As vistas panorâmicas do pátio simplesmente incríveis, tanto que, fora o observatório, é o principal ponto de fotos do castelo.

Castelo visto por dentro

Como o castelo é a residência oficial do presidente da república eslovaca, ele é muito policiado.

Para fazer os tours, você paga uma taxa de 10 euros por adulto, mas é possível conseguir pacotes de família, que variam entre 12 e 22 euros, dependendo do tamanho do grupo e da quantidade de crianças.

No terraço oriental do palácio, você pode encontrar restos reconstruídos da Basílica da Grande Morávia e outros edifícios desta época (século XI).

Mapa do Castelo de Bratislava
Mapa do Palácio

No segundo e terceiro andar do castelo, está o Museu Nacional e algumas exposições temporárias. Vamos falar dele mais a fundo daqui a pouquinho.

Como o edifício principal do castelo inclui 4 torres você pode subir na torre sudoeste e chegar em um observatório com uma bela vista de toda Bratislava, o Danúbio e a Áustria.

Você pode chegar lá através de uma passagem estreita no Museu de História do Castelo.

Por fim, o castelo tem a sala do tesouro em uma sala a parte, na entrada do castelo, porém não tem muito a se ver. Apenas alguns vasos, moedas e pinturas.

Museu Nacional da Eslováquia

O já mencionado Museu de História está localizado dentro do Castelo e oferece diferentes exposições. Pinturas, artes, esculturas e belos artesanatos é o que você pode encontrar lá. Assim como o exterior do castelo, seu interior também passou por uma restauração.

Além disso, se você acha que precisa comprar uma lembrança no Castelo, pode fazê-lo na loja de lembranças que fica no pátio principal, perto de um dos portões principais.

Recomendo conferir um restaurante chamado Hradna Hviezda – que tem um interior muito agradável e oferece boas refeições eslovacas.

Informações Importantes

Como chegar?  Se você for a pé a partir do centro histórico, basta seguir as placas indicando o caminho para o castelo.

Se você for de carro, procure a Palisady Street, que o levará ao estacionamento perto do castelo.

Se você for de transporte público, você pode pegar no centro os ônibus número 203 ou 207. A parada é a “Hrad” (Castelo) e dali basta caminhar por 2 minutos até o Castelo.

Quando ir? Aberto de 3ª-feira a domingo, entre 10-18h, o último grupo entra 17h30. Nos meses de inverno (Novembro a Março), a visitação se encerra uma hora mais cedo.

Se o passeio te interessou mas você ainda não tem um lugar para ficar, dá uma olhada nesse conteúdo aqui.

Posts relacionados

2 thoughts on “Castelo de Bratislava: Uma visita imperdível

Deixe uma resposta