Castelo de Orava Castelo de Orava

Castelo de Orava: O castelo de Nosferatu

7 minutos para ler

De todos os castelos da Eslováquia que já falamos nesse blog, o castelo de Orava é o que melhor consegue equilibrar uma estrutura muito bem conservada e o ar medieval e até obscuro de um castelo da Transilvânia.

Construído no século XII, é o principal castelo do norte da Eslováquia! Ao longo dos séculos seguintes, a pequena fortaleza transformou-se numa extensa estrutura de castelo com 154 quartos.

Você não encontrará outra região eslovaca que tenha preservado as tradições e hábitos da vida cotidiana mais do que Orava.

Trabalho duro, fortes valores morais e importância da família são os valores-chave de todo orgulhoso Oravak (alguém que vem de Orava).

Nesse post, vamos contar um pouco mais da história do castelo, o que visitar no castelo de Orava e suas curiosidades.

E se quiser saber de outros lugares incríveis da Eslováquia, veja nosso artigo com os principais pontos turísticos do pais eslavo!

Aonde fica o Castelo de Orava?

Nas terras áridas de Orava, a caminho da Polônia, ao longo do rio Orava, você encontrará o castelo em um íngreme penhasco rochoso.

A aldeia de Oravsky Podzamok (traduzida como “aldeia sob o castelo”) é o ponto de partida para o poderoso Castelo de Orava.

No alto das margens do rio, o castelo ostenta abaixo de si, falésias impressionantes, que dificultariam a construção de qualquer estrutura até nos dias atuais.

O castelo, assim como outros na Eslováquia, fica no local de uma antiga fortaleza de madeira e foi construído após a invasão tártara em 1241.

Originalmente, foi construído em estilo românico e gótico e mais tarde reconstruído nos estilos renascentista e neogótico.

Em 1370, tornou-se o castelo do condado e atuou como sede administrativa e militar do mesmo.

O complexo do Castelo de Orava consiste em vários edifícios adaptados à forma da colina do castelo. Em 1556, o castelo foi administrado pela família Thurzo que iniciou as maiores ações de reconstrução em sua história.

Francis Thurzo reconstruiu-o extensivamente, adicionando paredes de apoio a partes frágeis estruturalmente, anexando um palácio e uma nova capela (a capela de São Miguel).

Seu filho continuou com as obras, construindo um grande bastião com um túnel, uma guarita e uma torre de portões, de acordo com os princípios das teorias modernas da fortificação. O castelo adquiriu sua forma final em 1611.

Depois que os Thurzos morreram, o castelo passou por vários proprietários que não cuidavam muito dele.

O maior desastre afetou o castelo em 1800, quando ele se incendiou e tornou-se inútil. A reconstrução mais extensa foi feita após a Segunda Guerra Mundial.

Pouco depois, um dos primeiros museus da Eslováquia foi estabelecido aqui.

Hoje, o Castelo de Orava é um notável complexo de edifícios inferior, central e superior, com palácios, fortificações e torres. Os visitantes ficam intrigados com seus três portões de entrada comunicados por um túnel, sob o qual há uma masmorra.

Castelo de Orava por dentro

Interiores do Castelo de Orava
Interiores do Castelo de Orava

A jornada pelo castelo te levará centenas de anos no tempo. Os edifícios do castelo, quartos mobiliados, grandes pátios, salas de tortura e coleções de armas são apenas uma parte de uma interessante exposição histórica.

Atualmente o castelo de Orava abriga três diferentes exposições: Histórica, Arqueológica e História Natural.

Dentro do tour histórico, você pode ver a exibição da Cidadela – a arquitetura mais antiga do Castelo Superior, que abriga a Exposição Arqueológica e Mediatéka (Biblioteca de Mídia), apresentando o esboço dos filmes ambientados e produzidos no Castelo de Orava.

Antes de chegar ao castelo, certifique-se de ter um bom café da manhã, pois o tour precisa de bastante energia.

O local é bastante acessível e você pode deixar o seu carro no estacionamento do castelo na aldeia. A única maneira de chegar até lá é a caminhada à moda antiga.

O castelo em si é enorme e bem restaurado. Você sente como voltar no tempo, até a idade média.

Toda a atmosfera do século XVII é completada por estudantes e atores locais vestindo roupas medievais e se comportando de acordo com seu código de vestimenta.

Não se surpreenda se de repente, começar uma apresentação ao vivo, como dança, canto, instrumentos, esgrima, tiro com arco e muito mais.

Um ponto importante de ressaltar é que os passeios ao redor do castelo são em inglês e eslovaco. Os guias turísticos são bastante apaixonados por seus trabalhos e gostam de responder perguntas e obter algum feedback.

Se você já está pensando em quando visitar, saiba que o castelo está aberto todo o ano, exceto em abril.

O horário de funcionamento varia de mês para mês, depende do quanto de tempo de luz há lá fora (o inverno tem dias mais curtos e, portanto, horários mais curtos). Os tours acontecem a cada 30 minutos.

Como chegar ao castelo?

  • De trem – Saindo de Kralovany, estação Oravsky Podzamok.
  • De carro – Na estrada de Dolny Kubin para a Polônia.

Deixe seu carro no estacionamento em Oravsky Podzamok. Você vai ver imediatamente como chegar ao portão do primeiro castelo. O lugar é muito animado.

Lembrando que você não pode fotografar dentro do castelo, a menos que você compre a permissão por um pequeno custo extra.

Recomendamos fazer o Orava Castle Night Tour, com sua atmosfera assustadora especialmente popular na temporada de verão, muitas vezes acompanhado por apresentações teatrais e musicais.

Ah e no seu caminho para baixo do castelo, acredito que você estará com fome. Não deixe de parar no restaurante local, onde você pode se deliciar com pratos tradicionais eslovacos e boa cerveja. Tente um pouco de pyrohy ou halusky. Você não vai se arrepender!

Palco do Filme Nosferatu, 1922

Trailer do filme original, Nosferatu, de 1922

Uma curiosidade do Castelo de Orava é que muitas das cenas do filme Nosferatu de 1922 foram filmadas aqui!

Outras cenas externas também foram filmadas em locais no norte da Eslováquia, incluindo os Altos Tatras, o Vale de Vrátna, o Rio Váh e o Castelo de Starhrad

Para quem não sabe, Nosferatu é um filme de terror, inspirado na fábula do Conde Drácula. Na história, o vampiro é o Conde Orlock (Graf Orlock), uma entidade milenar que vive na Transilvânia e gostaria de se mudar para Wisbourg, na Alemanha.

O outro protagonista do filme é o corretor de imóveis, Thomas Hutter, que precisa vender uma casa ao conde, que curiosamente, é logo em frente à dele.

Hutter é esposo de Ellen e ao longo do filme, o Nosferatu fica cada vez mais atraído pela mulher do corretor.

Em um certo ponto, Hutter consegue vender a casa para Orlock, mas durante o processo, o conde que já se mostrou ser um monstro, prende Thomas no castelo e vai até Wisbourg, causando várias mortes ao longo do caminho.

O clímax do filme ocorre quando ele chega na cidade e Ellen descobre que ela, uma mulher sem pecado, pode se sacrificar para matar o vampiro.

Para não dar spoiler, fica a pergunta: você acha que Hutter foi capaz de salvar Ellen de Nosferatu e / ou de seu auto-sacrifício?

E aí? Curtiu o Castelo de Orava?

Dá uma olhada em outros conteúdos do nosso blog para mais dicas de lugares para visitar na Eslováquia. E não se esqueça, se tiver qualquer dúvida ou feedback, não deixe de escrever nos comentários!

Posts relacionados

Deixe uma resposta