Piran: o que fazer nessa incrível cidade escondida na Eslovênia

7 minutos para ler

Encantador. Adorável. Atraente. Estes são apenas alguns adjetivos que poderiam ser usados ​​para descrever a cidade da península de Piran, uma das melhores cidades litorâneas da Eslovênia.

Situado entre a Itália e a Croácia, na costa adriática da Eslovênia, a cidade de Piran é cercada em três lados pelo tranquilo mar azul-turquesa.

As praias de Piran são a maior atração para os turistas, diferente das outras cidades do país que são atraídas pelos seus incríveis castelos. Mesmo assim, há mais coisas para fazer nessa incrível cidade do que tomar sol e nadar.

A cidade fica à 3 horas de ônibus de Liubliana. Se você estiver em Bled, basta pegar um ônibus para capital da Eslovênia e depois ir para Piran.

O que fazer em Piran

A maioria dos feriados de Piran são gastos nas praias da Eslovênia e no mar, mas há muitos passeios turísticos em Piran para aqueles que precisam descansar do sol.

Na cidade velha de Piran, as mesas de café são abundantes nas ruas de paralelepípedos que tecem através do centro medieval preservado.

A música geralmente flutua na brisa, uma homenagem ao violinista e compositor nascido em Piran, Giuseppe Tartini, cuja estátua fica no centro da praça principal que leva seu nome.

Acima dos telhados vermelhos, uma torre sineira solitária perfura o céu, enquanto as muralhas defensivas se erguem ainda mais alto na encosta; ambos construídos como medidas de proteção.

Se você está se perguntando o que fazer em Piran, use este guia de viagens em Piran para ajudar!

1 – Tartini Square

Tartini Square é o coração da cidade velha de Piran.

Um fluxo contínuo de pessoas pulsa pelo centro da praça antes de desaparecer pelas ruas estreitas que levam para longe dela.

Do ponto de vista no topo da torre do sino, pode-se imaginar como a praça parecia antes de 1894, quando era um porto de pesca interior, cheio de água e barcos, em vez de tendas de mármore e festivais.

A versão em bronze de Giuseppe Tartini está no centro de Piran desde 1896. Atrás dele, dominando a Praça Tartini está o Palácio Municipal, que apresenta um leão alado veneziano, marcando um período de paz. Os outros edifícios que cercam a praça – uma igreja e o local de nascimento de Tartini entre eles – fazem parte da história de Piran e datam dos séculos XIV e XV.

Ainda mais antigos são os pilares de pedra do século IX na base dos postes de bandeira que marcam a entrada da praça do porto.

2 – Passeie pelo porto de Piran

Logo depois da entrada da Praça Tartini, há um pequeno porto de formato oval, comum às cidades litorâneas eslovenas. Barcos de pesca azul alinham o espaço semi-circular, balançando na água.

Olhando para trás em direção a Piran, do outro lado do porto, a multidão de mastros de veleiros cortina da cidade. Por mais que tentem proteger a vista, os olhos são atraídos para a igreja de St. George e a torre do sino – uma das principais atrações de lá.

3 – Visite a Igreja de São Jorge

Em frente à Igreja de São Jorge, a fachada renascentista é imponente; o imponente efeito intencional possível dos invasores que chegavam pelo mar seria impedido de atacar uma cidade que tivesse uma população grande o suficiente para merecer uma igreja tão grande.

Construído no local de uma igreja anterior no início dos anos 1600, foi nomeado para o santo padroeiro da cidade; o espaço acima da porta foi construído para sua estátua, mas nunca foi preenchido.

Afrescos e estátuas adornam o interior da igreja, mas a obra de arte mais notável, Crucificado de Piran, é uma escultura realista de madeira de Cristo sobre uma cruz em forma de Y.

Por trás da igreja, construída em 1608, fica a icônica torre do sino, projetada após o campanário da Igreja de São Marcos, em Veneza.

PIran

4 – Suba a torre do sino de Piran

Escalando os 146 degraus da Igreja de São Jorge, o Bell Tower oferece algumas das melhores vistas- e deve estar em todas as listas de atividades de Piran!

As visões de 360 ​​graus se estendem para a Itália e a Croácia. Já construída no topo de uma colina, a torre do sino atinge 155 pés, com uma versão de cobre adicional de 12 metros de altura do Arcanjo Miguel enfeitando o topo.

Visões próximas e sons dos sinos que clicam a cada 15 minutos também podem ser vistos da plataforma.

5 – Passeios de Barco

Navegar do porto de Piran até o Mar Adriático oferece as vistas mais impressionantes da cidade histórica.

O ponto de vista destaca o domínio da igreja que supera o resto da cidade baixa. Perto da ponta da península, é possível vislumbrar a totalidade de Piran.

Em uma linha de visão, nós poderíamos ver tudo: o farol no ponto de St. George na colina para as muralhas da cidade em pé formidavelmente na encosta, protegendo a cidade de danos.

6 – Admire artes feitas de pedra

Como grande parte da costa do Adriático, a praia de Piran é rochosa. Sem uma verdadeira praia por lá, as rochas do quebra-mar são onde os turistas tomam sol à beira-mar. Mas, nos últimos anos, Piran convidou artistas para esculpir as pedras no ponto em esculturas.

Artistas trabalham com fones de ouvido, batendo com força em seus martelos para criar desenhos nas pedras calcárias.

A arte única é definitivamente algo para se ver em Piran!

7 – Assista ao pôr do sol das paredes de Piran

Ver o pôr do sol é uma das melhores coisas da cidade – e as paredes são o lugar para isso!

Através dos arcos das paredes remanescentes da cidade, a Igreja de St. George e a torre do sino capturam a última luz do dia. As muralhas defensivas de Piran que foram construídas na Colina Mogoron entre 1470 e 1534 incluem oito torres e marcam a borda leste da cidade.

A plataforma elevada é um lugar fantástico para assistir ao pôr do sol.

No entanto, as paredes de Piran não são o único lugar para assistir o pôr do sol. Nós também apreciamos a vista da Igreja de São Jorge e da praia.

8 – Fique no ponto de Piran

No ponto da península de Piran, há uma combinação única de igreja e farol. A Igreja de São Clemente do século XIII foi renomeada Igreja de Nossa Senhora da Saúde no século XVII para proteger Piran da peste.

Hoje, goza de doses saudáveis ​​de sol e brilha à luz do sol poente.

9 – Caminhe de Piran para Strunjan

O Parque Natural Strunjan, uma reserva natural protegida, fica a apenas 2,5 milhas a leste de Piran – e um dos lugares naturalmente belos para ver na Eslovênia.

Uma trilha segue a costa rochosa eslovena de Piran para as falésias de Strunjan que são cobertas de árvores, olivais e vinhas.

Posts relacionados

Deixe uma resposta