Tiraspol é a capital a Transnístria, sendo essa uma das regiões autônomas da Moldávia, ficando mais próxima da Ucrânia. É uma região ainda pouco desenvolvida, mas com uma riqueza cultural muito grande.

Com isso em mente, Tiraspol é um dos principais destinos turísticos da Moldávia e considerado um local preso ao tempo e cheio de possibilidades. 

Então, descubra agora o que fazer em Tiraspol para definir um plano de viagem cheio de aventuras e emoções. 

O que fazer em Tiraspol

Vale dizer que essa capital, ainda que seja a segunda maior cidade do país, não tem aquele ar cosmopolita e pode te oferecer um panorama de como as coisas eram quando chegou ao fim a União Soviética. 

Comece o conhecimento da história de Tiraspol 

Ponte sob o rio Dnister, em Tiraspol
Ponte sob o rio Dnister, em Tiraspol

Ao começar a sua viagem, a dica de Tiraspol é aproveitar a manhã ou tarde para atravessar a ponte que passa sob o rio Dnister. 

Com isso, é possível sentir que você está quase voltando no tempo e vai se deparar com dois cenários bastante diferentes. 

O primeiro, com prédios um pouco mais modernos e um ar de capital. 
O segundo, após a travessia, vai garantir lugares fascinantes e que fazem parte da história local. 

É logo após essa travessia que você vai encontrar diversas estátuas de líderes comunistas, prédios em estilos bastante antigos e outros monumentos nunca vistos na Europa. 

Aproveite para curtir a paisagem e andar pelas ruas locais. 

Conheça as construções monumentais 

Como você pode ter notado logo no primeiro ponto de o que fazer em Tiraspol, a cidade é repleta de prédios e monumentos. Então, a dica é conhecer as grandes relíquias soviéticas que continuam espalhadas pela cidade. 

Por exemplo, a avenida principal chamada de Rua Gagarin, devido ao cosmonauta soviético que foi para o espaço em 1962, Yuri Gagarin. 

Logo em seguida, no centro da cidade, você terá a visão de duas estátuas de Lenin, além de outras menores que ficam espalhadas pela capital. 

Outros exemplos a uma curta distância são em homenagem as vitorias da guerra, algumas com mais de 60 anos. 

Descobrindo o caviar 

Criadouro de caviar
Criadouro de caviar

Tudo bem, pode ser que você não goste ou até não conheça essa comida considerada bastante cara e chique, mas provavelmente já ouviu falar. 

Na capital da Transnístria, você pode conhecer uma fábrica que produz o zhamado “ouro negro”.

Chamada de Aquatir, a fábrica conta com a criação dos peixes esturjão e grandes instalações, que você pode conhecer através de um tour guiado. 

Aproveite o centro comercial 

Qualquer bom turista sabe que a cidade precisa ter um centro comercial que mate a curiosidade sobre a cultura local, além de permitir que você experimente as comidas típicas do país. 

Portanto, porque não aproveitar o que Tiraspol oferece de melhor? 

Bem no centro da cidade, você pode andar pelas ruas e conhecer diversas opções de lojas que vendem produtos variados, como vinhos e até os tapetes bessarianos típicos. 

Além do mais, é uma oportunidade de conhecer mais sobre a produção local de móveis, vidros e até um instituto voltada para a formação de docentes. 

Também existem algumas lojinhas artesanais espalhadas por Tiraspol, para aqueles que gostam de gastar algumas horas curtindo a vista e andando a pé. 

A dica é aproveitar para fazer as comprinhas no centro da cidade e levar para casa ao menos um tapete e um vinho nacional.

Vale lembrar que mesmo sendo um país mais agrícola, Tiraspol tem áreas mais industrializadas. 

Aproveite o sabor da Transnístria 

Óbvio que viajar significa provar diferentes pratos e em Tiraspol não poderia ser diferente. 

Pratos típicos da Moldávia
Pratos típicos da Moldávia

Na capital você pode provar o verdadeiro sabor da cozinha russa e ucraniana, escolhendo entre as diversas opções de restaurantes.

Uma dica de local é o Kumanek, que é bastante simples e aconchegante, mostrando o melhor do sabor nacional. 

Entre os pratos queridinhos estão a sopa de borschot, filé de frango frito, saladas, cremes, discos de gergelim com calas e frutas, entre outros. 

Outros restaurantes bastante procurados na região da capital são o Cricova, 7 Pyatnits, La Tocana, Bristol, Casta e Mafiya.

Você também pode aproveitar a cozinha local em estabelecimentos menores e barracas que ficam pelas ruas.

Conheça o rio Dnister 

O rio Dniter é um verdadeiro patrimônio da Moldávia com mais de 72 mil quilômetros quadrados de área. 

Chegando ao Mar Negro, é o segundo maior rio da Ucrânia e bastante comum que ocorram grandes inundações. 

Por isso, é comum que a concentração populacional esteja na bacia do rio e não na foz dele, mesmo que seja possível encontrar pequenos vilarejos próximos. 

Em algumas áreas, é possível navegar e, por isso, existem diversas embarcações que fazem lindos passeios ao final de tarde com turistas. 

Fábrica da Kvint

Tiraspol tem uma das fábricas de conhaque que mais atraem turistas na Europa e que foi fundada por volta de 1897. 

Considerado um verdadeiro ponto turístico, é possível conhecer o museu no prédio, bem como o processo de fabricação da bebida, além de fazer a degustação. 

Barris de conhaque de Tiraspol
Barris de conhaque de Tiraspol

Também existem vinhos no local, para quem prefere uma bebida mais doce e menos alcoólica.

Escolhendo o onde ficar em Tiraspol

Escolher o hotel é quase sempre um desafio, mas que pode ser facilitado com uma pesquisa baseada na área na qual você vai ficar e o preço que quer pagar. 

Tiraspol tem diferentes opções, para cada tipo de turista, desde os que curtem o luxo, até quem só quer um teto para dormir. Independente do caso, quase todas as hospedagens possuem uma estrutura mais antiga. 

Entre os exemplos estão o Sem Uglov, CityClub, Sofia Hotel, Korona, VVP Club, entre outros. 

Pontos turísticos de Tiraspol – checklist

Tiraspol é uma cidade cheia de pontos turísticos, monumentos e construções com tours para que você conheça e se encante com a história. 

Por isso, a dica antes de viajar é fazer um checklist obrigatório com os seguintes pontos: 

  • Monumento de Surorov; 
  • Monastério Noul Neamt; 
  • Zellinsky Museum; 
  • Parque Pobeda; 
  • Casa dos soviéticos; 
  • The Christmas Cathedral. 

Além disso, você pode conhecer diversos monastérios em meio a mata preservada ou em meio as pedras, formando uma imagem inesquecível.  

A dica do que fazer em Tiraspol é aproveitar para conhecer os monumentos, provar as bebidas e comidas e andar em meio as ruas antigas. 

Assim, você consegue ter uma ideia de como a capital era alguns anos atrás, enquanto ainda fazia parte da União Soviética, com líderes comunistas e forças militares em ação.