A menos que você tenha crescido na Rússia nos anos 70 e 80, há uma boa chance de você nunca ter experimentado os vinhos da Bulgária. Foi durante esse período, com o socialismo ainda vigente, que a Bulgária (um país que é metade do tamanho que o estado de São Paulo) se tornou o 4º maior produtor de vinho do mundo.

É claro que os ocidentais mal viram uma gota desse vinho, já que 90% foram para a União Soviética e a indústria vinícola búlgara era um monopólio estatal socialista.

Assim como outros países da Europa Central e Oriental que estão em busca de crescimento após o fim da era comunista em 1989, a indústria vinícola búlgara está rapidamente recuperando o terreno perdido.

Atualmente, o turismo na Bulgária se beneficia dessa expertise com vinhos, pois vários turistas dos países vizinhos vão até os campos de uva para festivais de degustação.

E caso você esteja pensando que o país é especialista em um tipo de vinho, a Bulgária não oferece só uma qualidade de vinho excepcional para um valor de cair o queixo, mas há muitas variedades únicas que você não encontrará em nenhum outro lugar.

13 vinhos para apreciar na Bulgária

Os vinhos tintos dominam a Bulgária. O que o surpreenderá é o grande número de variedades de vinhos reconhecíveis, incluindo Cabernet Sauvignon, Merlot, Sauvignon Blanc e Chardonnay.

Veja a distribuição na imagem abaixo feita pelo site Wine Folly:

Distribuição do vinho da Bulgária
Distribuição de vinhos na Bulgária

Estas variedades internacionais foram plantadas em massa durante o regime socialista e agora representam cerca de 70% das plantações.

Felizmente, várias variedades locais estão sendo reintroduzidas por produtores apaixonados que lembram um período histórico após a Primeira Guerra Mundial, quando vinícolas independentes defenderam as uvas nativas do país.

Vinhos Tintos da Bulgária

Vinho tinto da Bulgária
Vinho tinto da Bulgária

Mavrud *

Um dos melhores vinhos da Bulgária, o Mavrud é uma variedade nativa que exala sabores ricos e esmagados de cereja e chocolate em um corpo médio.

Para um recém-chegado, esses vinhos têm um perfil semelhante ao Malbec de carvalho-claro, junto com o mesmo rebordo de cor magenta marcante. A qualidade ainda é um pouco variável, por isso leia as notas de prova antes de comprar.

Early Melnik *

Melnik 55 ou “Early Melnik” é um cruzamento genético entre o Melnik de folhas largas e o Valdeguié francês. Melnik 55 e o Melnik de folha larga crescem quase exclusivamente no Vale Struma, na parte sudoeste da Bulgária.

Esta área montanhosa oferece tintos elegantes e apimentados com sabores de morango, amora, pimenta preta e molho de soja. Os blends com Melnik têm taninos arrojados com amargor semelhante ao pó de chá verde. O varietal puro de Melnik são bastante leves no corpo.

Rubin *

Rubin é um cruzamento bem sucedido entre Nebbiolo e Syrah criado no final dos anos 1950. O híbrido é frequentemente descrito como um homem vestindo um terno e botas de caubói, devido à sua finíssima nota frutada, combinada com taninos um pouco amargos.

Por esse motivo, você encontrará o Rubin misturado com o Mavrud para adicionar estrutura, cor e corpo. Os sabores variam de morango a amora, com café sutil e notas tipo café expresso.

O vinho mostra que é melhor à medida que envelhece e os sabores de frutas florescem à medida que o tanino amacia.

Gamza *

Gamza (também conhecido como Kardarka) é uma antiga variedade da Europa Oriental que provavelmente é originária de algum lugar nos Bálcãs e, portanto, prefere os climas mais frios no noroeste da Bulgária.

Seu sabor pode lembrar um Pinot Noir. Por causa do seu corpo leve e aromático alto, Gamza é melhor servido em uma taça Burgundy.

Cabernet Sauvignon e Merlot

Os vinhos da Bulgária geralmente levam frutos puros de cereja preta e no caso dessas duas modalidades não é diferente. Com aroma sutil de folha de tabaco, violeta e baunilha.

Os vinhos costumam ter um toque de acidez que confere a um corpo médio mais leve e elegante. Produtores geralmente misturam Cabernet com Syrah e Mavrud.

Cabernet Franc

Uma uva que cresce muito bem no clima moderado da Bulgária, mas ainda é muito promissora (difícil de encontrar e um pouco variável). Este vinho puro varietal oferece cassis, páprica vermelha, groselha preta, capsicum, menta, hortelã e cereja.

Pinot Noir

Nas Planícies do Danúbio existem vários microclimas com solos de calcário que revelam um potencial incrível para o Pinot Noir. Imagine sabores de romã, violeta seca, hibisco e cacau em pó com taninos finos e uma mineralidade semelhante a cogumelo. A menos de R$60 a garrafa, esses vinhos entregam mais do que seu preço sugere.

Vinhos Brancos da Bulgária

Vinho branco da Bulgária
Vinho branco da Bulgária

Red Misket *

Red Misket ou simplemente Misket, possui o “vermelho” no nome devido à cor rosada da uva. Trata-se de um vinho branco seco, um tanto salino, aromático, que poderia ser confundido com um Moscato seco, com sabores de tangerina, água de rosas, limão e manjericão tailandês.

O acabamento pode ser um pouco salgado, com sabores persistentes de abacaxi ou manga secos.

Dimyat *

O Dimyat é um vinho branco de origem búlgara, seco e leve do nordeste da Bulgária e da região do Mar Negro. Ele é o vinho perfeito para o verão. Também é usado para produzir vinhos espumantes, vinhos licorosos e até conhaque.

O Dimyat é relacionado ao Chardonnay e Aligote pela uva ancestral que essas uvas compartilham, o Gouais Blanc. Os vinhos vão agradar seu paladar com acidez e sabores semelhantes em estilo ao Aligote, incluindo notas sutis de maçã, frutas cítricas e flor de maçã.

Muscat Blanc

O Tamianka (também conhecido como Muscat Blanc), carrega um nome diferente devido ao aroma característico do incenso. Esta uva oferece resultados bastante promissores, com elementos de frescura e elegância.

Estilos off-dry são típicos e comuns. Os vinhos de Tamianka exibem aromas em camadas de frutas maduras, flores e especiarias.

Chardonnay

O búlgaro Chardonnay é muitas vezes feito em estilos não encobertos, frescos e frutados, com notas de maçã, abacaxi e carambola, com boa acidez e sutil graxas mineral. É possível encontrar deliciosas versões envelhecidas em carvalho, embora sejam muito mais difíceis de encontrar.

Sauvignon Blanc

Uma nova tendência de variedades na Bulgária, com as mais antigas plantações de Sauvignon Blanc desde 2000.

Os vinhos têm aromas mais sutis com sabores mais herbais de casca de limão, broto de ervilha, pimenta branca e grama cortada fresca. Na boca, há um bom corpo de peso médio que termina um pouco salgado, com notas de capim seco e conchas do mar.

Rikat

Esta é uma das principais variedades brancas da Europa Oriental e a uva branca mais plantada na Bulgária.

Ainda assim, Rikat é raramente usado como um único vinho varietal, você vai achar que ele sendo usado como uma uva neutra, quase como o Sémillon na mistura branca de Bordeaux para completar os sabores.

Se você se perguntou o porque dos asteriscos, esses são os vinhos mais conhecidos da Bulgária! Vou listá-los separadamente para vocês:

Melhores vinhos da Bulgária

  • Gamza (Гъмза)
  • Melnik (Широка Мелнишка Лоза)
  • Dimyat (Димят)
  • Mavrud (Мавруд)
  • Red Misket (ервен Мискет)
  • Rubin (Рубин)
Visite Sofia